Síndrome Fetal do Álcool

O CONSUMO DE BEBIDAS ALCOÓLICAS DURANTE A GRAVIDEZ PODE AFETAR O BEBÊ! 

folder-PAIPAD-SFA2014-2pags-meio

Clique no link para baixar o arquivo PDF do folheto sobre a Síndrome Fetal do Álcool:

CLIQUE AQUI Folheto-PAIPAD-SFA

folder-PAIPAD-SFA2014-pags-3-4

 

Síndrome Fetal do Álcool ou Síndrome Alcoólica Fetal ?

O PAI-PAD prefere a forma “Síndrome Fetal do Álcool” ou “Síndrome Fetal Alcoólica”, por entender que o termo reflete melhor, do ponto de vista técnico-científico, a natureza teratogênica da síndrome, que se desenvolve no período embrionário e fetal, daí “síndrome fetal”. Outros agentes teratogênicos conhecidos, têm suas síndromes assim designadas como p. ex. “Síndrome Fetal da Hidantoína”.

A Classificação Internacional de Doenças – 10ª edição, CID-10, designa a síndrome cujo código é Q86.0,como “Síndrome Fetal Alcoólico (dismórfico)”.

Obs.: A sigla TEAF, utilizada para designar “Transtorno do Espectro Alcoólico Fetal”, não constitui um diagnóstico reconhecido na CID-10. Para efeitos do álcool sobre o feto e o recém-nascido decorrentes do consumo materno, a CID-10 oferece o código P04.3, “Feto e recém-nascido afetados pelo uso de álcool pela mãe”. Sugerimos que os clínicos utilizem os códigos Q86.0 (quando forem preenchidos os critérios da SFA) ou P04.3 (quando houver apenas a evidência de exposição fetal ao álcool) juntamente com os códigos do capítulo V da CID-10 (Transtornos Mentais e Comportamentais) que reflitam melhor a apresentação clínica (sinais e sintomas) do paciente.

 

O PAI-PAD e a SFA

O PAI-PAD juntamente com o SPQIA (Serviço de Psiquiatria da Infância e Adolescência), ambos vinculados ao Hospital das Clínicas da FMRP-USP, colaboram com a CAMPANHA MUNDIAL DE ALERTA SOBRE A SÍNDROME FETAL DO ÁLCOOL/TRANSTORNO DO ESPECTRO ALCOÓLICO FETAL, conhecida como “TOO YOUNG TO DRINK” (JOVEM DEMAIS PARA BEBER!) (Clique AQUI para ser direcionado para a página da Campanha no Brasil).

O PAI-PAD desenvolve estudos sobre os problemas relacionados ao consumo de álcool e drogas na gestação, a fim de auxiliar as mulheres e seus filhos. Se você deseja conhecer nossas pesquisas, entre na nossa página clicando sobre PESQUISA.

Da mesma maneira, oferecemos assistência com prevenção e tratamento para mulheres usuárias de álcool e drogas, antes que engravidem e também para as gestantes, puérperas e lactantes. Se quiser saber mais a respeito, entre na página clicando sobre ASSISTÊNCIA.

O PAI-PAD também organiza campanhas e semanas de alerta, assim como eventos destinados à prevenção da Síndrome Fetal do Álcool e dos demais transtornos relacionados ao uso de álcool e drogas na gestação. Se quiser se programar para participar de nossos eventos, clique sobre EVENTOS.

Se você é um estudante ou profissional da área da saúde e deseja se capacitar para atuar na prevenção e tratamento de mulheres e gestantes usuárias de álcool ou drogas, procure mais informações em nossa página, clicando sobre ENSINO.

Um pensamento sobre “Síndrome Fetal do Álcool

  1. O tema me despertou muito interesse, mesmo porque estou iniciando o curso Supera, sobre álcool e outras drogas. Pretendo continuar pesquisando.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s