O PAI-PAD

O que é o PAI-PAD ?

PAI-PAD é a sigla do PROGRAMA DE AÇÕES INTEGRADAS PARA PREVENÇÃO E ATENÇÃO AO USO DE ÁLCOOL E DROGAS NA COMUNIDADE.

logo-paipad

Logo do PAI-PAD

Como o próprio nome diz, trata-se de um programa que busca a integração de várias ações na área da saúde voltadas para a prevenção e a assistência aos problemas decorrentes do uso de substâncias psicoativas, em especial o álcool e drogas como maconha, cocaína ou crack, entre outras.

O programa foi criado em 1999 pelo Prof. Dr. Erikson Furtado, como parte de suas atividades de pesquisa e docente-assistenciais, e está inserido na Divisão de Psiquiatria do Departamento de Neurociências e Ciências do Comportamento da Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto da Universidade de São Paulo (www.fmrp.usp.br) . Portanto é um programa vinculado ao Hospital das Clínicas da FMRP-USP (www.hcrp.usp.br).

O PAI-PAD procura contribuir de várias formas para a constituição de uma rede de cuidados na saúde pública para o alívio do sofrimento relacionado aos problemas decorrentes do uso de álcool e drogas.

O PAI-PAD desenvolve materiais próprios, como resultado da pesquisa desenvolvida, e oferece treinamentos e capacitação a estudantes e profissionais de saúde, assim como também oferece assessoria a municípios e instituições dentro e fora do Estado de São Paulo, e mesmo no exterior.

De 2002 a 2004 o PAI-PAD participou como instituição colaboradora em projeto da Organização Mundial da Saúde para a implementação das intervenções breves no Brasil e países em desenvolvimento. Desde essa época o PAI-PAD, através de seu coordenador e fundador, tem sido convidado a participar em várias atividades da OMS e da OPAS.

O PAI-PAD manteve convênio com o Ministério da Saúde em que buscou avaliar a implementação das intervenções breves na saúde da família em diferentes cidades da região Sul e Sudeste (Londrina, Ribeirão Preto e Uberaba), desenvolvendo treinamentos e capacitações naqueles municípios.

Manteve um convênio com a SECRETARIA ESTADUAL DA SAÚDE DE SÃO PAULO (www.saude.sp.gov.br) de 2006 a 2015. Através desse convênio, o PAI-PAD executou treinamentos gratuitos para profissionais de saúde dos municípios do DRS-XIII, assim como assessorou os municípios através da constituição de uma rede de interlocutores que eram orientados e apoiados nas ações locais de prevenção e estruturação de serviços para álcool e drogas.

Na região de Ribeirão Preto, além dos treinamentos e assessoria técnica aos municípios, o PAI-PAD também contribui para a formação de profissionais de saúde dos cursos de graduação da FMRP-USP e do treinamento de profissionais de saúde dos programas de Residência Médica e de Aprimoramento Profissional (psicólogos, enfermeiros, etc…) do Hospital das Clínicas da FMRP-USP. São oferecidos cursos e atividades clínicas supervisionadas dentro dos ambulatórios e enfermarias do HC-FMRP-USP.

O convênio da SES-SP permitiu o atendimento de pacientes do HC-FMRP-USP com problemas relacionados a álcool e drogas, especialmente pacientes dos serviços de Gastroenterologia, Moléstias Infecciosas (AIDS), Ginecologia-Obstetrícia, Pediatria e Psiquiatria que eram atendidos diretamente ou por interconsulta dentro do HC-FMRP-USP. Era um dos poucos serviços que atendia a gestantes usuárias de álcool e drogas. O PAI-PAD, agora vinculado ao SPQIA – Serviço de Psiquiatria da Infância e Adolescência do HC-FMRP-USP (ver: www.pqia-psiquiatriainfantil.org),  também promove a avaliação e seguimento de filhos de pais ou mães usuários de substâncias psicoativas. O SPQIA mantém um ambulatório para crianças com história de exposição fetal ao álcool ou outras drogas.

O PAI-PAD, dentro da FMRP-USP é um programa de extensão universitária do Núcleo de Pesquisa em Psiquiatria Clínica e Psicopatologia (NPCP/PAIPAD). O núcleo de pesquisa NPCP/PAIPAD, reconhecido pela USP e cadastrado no CNPq, é especialmente dedicado a temas de relevância para a saúde pública, para a promoção de saúde mental e estratégias de prevenção e tratamento de problemas psiquiátricos. Apresenta duas áreas principais de estudos: 1) Farmacodependências (Álcool e Drogas); e 2) Saúde Mental e Psiquiatria da Infância e Adolescência.

Reunião na sede da OPAS em Washington, DC - 2013

Reunião na sede da OPAS em Washington, DC – 2013

Mantemos ainda intensa cooperação internacional com diversas instituições acadêmicas e da saúde pública, como p. ex., a Organização Mundial da Saúde-OMS, e outras na Europa e América do Norte. Oferece ainda campo para projetos de pós-graduação, para alunos de mestrado, doutorado e pós-doutorado, da USP-Ribeirão Preto (Saúde Mental-FMRP e Toxicologia-FCFRP). Também fazemos parte de associações, como a INEBRIA (www.inebria.net), a Global Addiction (www.globaladdiction.org) e a rede TOO YOUNG TO DRINK (www.tooyoungtodrink.org).

Entre 2002 e 2004 realizamos um projeto em conjunto com a OMS (www.who.int), o projeto que designamos como PAI-PAD/OMS, o qual contribuiu para a avaliação da disseminação e implantação de intervenções breves para o álcool (Dissemination of brief interventions for alcohol problems in primary health care: a strategy for developing countries – http://www.who.int/substance_abuse/activities/sbi/en/). Colaboramos com a OMS na tradução e adaptação dos manuais do AUDIT e das Intervenções Breves e na sua disseminação e implantação no Brasil. Em 2013 e 2014 colaboramos na preparação de diretrizes da OMS para os problemas relacionados ao uso de álcool e drogas na gestação. Em 2015 estamos colaborando com a OPAS (Organização Pan-Americana da Saúde) na preparação de um curso on-line sobre o uso de álcool na gestação e a prevenção da Síndrome Fetal do Álcool, para a América Latina.

Você que visita nossas páginas da Internet, sinta-se à vontade para procurar as informações que necessita, e para entrar em contato conosco se precisar de mais ajuda. Lhe ajudar será um prazer e uma oportunidade para cumprirmos nossa missão!

Veja também: PAI-PAD Objetivos e Metas